sábado, 1 de junho de 2019

Linha do Tempo Lúdica



Fala pessoal! Resolvi fazer um post diferente... Estava pensando aqui comigo sobre temas históricos para um podcast (você não leu isso, confidencial) e resolvi colocar na clássica linha do tempo um jogo para cada período da história, e daí saiu essa lista!

Então vamos lá!

 Pré-História - Stone Age


Escolhi o Stone Age para a pré-história pois pode demonstrar como o homem foi deixando de ser nômade para se tornar sedentário desenvolvendo uma sociedade com papéis específicos (nas alocações de trabalhadores). Os tiles de construção e as cartas trazem um flavor histórico bem bacana para o jogo, o uso das ferramentas e a necessidade do homem coletar e caçar para sobreviver. Só abstrai o ouro! hahahahahahahaha!!

 Antiguidade - Antike Duellum

Meu assunto favorito na antiguidade são as guerras púnicas, que está representada no Antike Duellum! É um jogo para duas pessoas baseado no Antike, onde um jogador joga com os Romanos e o outro com os Cartaginenses. Com o clássico rondel do Mac Gerdts você coleta recursos para montar seu exército e estrategicamente posiciona no tabuleiro. O seu objetivo é conseguir nove personagens através de façanhas pelo mapa, como destruir templos, conquistar regiões dos mares e etc.
Se você ainda não conhece, vale a pena!

Idade Média - Troyes 

Troyes é meu querido jogo da idade média. No Troyes nós alocamos nossos meeples em três diferentes locais do mapa para influenciar cada um dos três aspectos dos pilares sociais da idade média, a nobreza, o clero e os camponeses. Um outro aspecto histórico bem legal sãos os personagens, que foram personalidades reais importantes para a idade média e que viveram ou tiveram alguma relação com a região de Troyes na França.
É um dos meus jogos de dados favoritos!

Modernidade - Colonial 

Agora começam meus períodos favoritos da história, a modernidade, e dentro da modernidade as grandes navegações são o assunto que eu mais gosto! 
Colonial é o jogo que para mim melhor representa as grandes navegações e "conquistas" do europeu pelo mundo.
No Colonial temos basicamente tudo que já estudamos sobre as grandes navegações e o colonialismo europeu pelo mundo. Temos a descoberta da América, a circunavegação da Terra, as campanhas religiosas, a exploração de recursos, escravidão... Tudo é representado no jogo, e sem falar da arte! O jogo é lindo!
Em breve review!

Idade Contemporânea - Brass Lancashire 

Edição Antiga

Edição Nova 
Como não falar da Revolução Industrial? Está chegando o Brass pela Conclave!
No Brass somos capitalistas (com capital e donos de meio de produção) que precisam expandir seus negócios pela região de Lancashire durante as duas eras da Revolução Industrial. É um jogo pesado, cobertor curto e muito amarrado com o tema!
Se ainda não conhece, o jogo está de volta, não perca a oportunidade!

Idade Contemporânea Recente - Twilight Struggle

E o meu querito Twilight Struggle representando o longo século XX como disse o grande Hobsbawn... Pra quem não conhece o TS, é um jogo para duas pessoas que se passa durante a Guerra Fria onde um jogador joga com o vilão e o outro com a URSS. Brincadeiras a parte, é um jogo baseado em cartas onde os jogadores devem jogar para obter pontos de operação para espalhar a sua influência pelo mundo, seja a força através de golpes e realinhamentos políticos ou através de eventos.
E praticamente TUDO que existiu durante a Guerra fria está representado aqui... Corrida espacial, ameaça nuclear, exibição de poder militar, tudo!!
É um jogo maavilhoso!


E para o século XXI?

A princípio não consegui pensar em nenhum, mas depois me veio na cabeça o Terraforming Mars, talvez a próxima aventura do homem! O que acham? Qual jogo escolheriam para representar o século XXI?



É isso aí! Gostou? Espalhe a palavra e nos siga nas redes sociais!

Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Hora do Intervalo: Brave Rats


De volta para as postagens de jogos depois da maratona de Diversão Offline para falar aqui rapidinho sobre Brave Rats, um jogo muito, mas muito rapidinho que você joga em 10 minutinhos naquele seu intervalo, ou enquanto espera o lanche chegar!

Brave Rats chegou no Brasil pela Papergames na sua linha Pocket. Eles estão mandando muito bem lançando esses jogos pequenos que você pode levar pra qualquer lugar! Brave Rats é um jogo de 2011 do designer Seiji Kanai, o mesmo do sucesso Love Letter. Muitos chamam o Brave Rats inclusive de Love Letter pra duas pessoas!

Fazendo um trocadilho fonético com o filme Braveheart (Coração Valente no Brasil ou O Desafio do Guerreiro em Portugal - sim, eu adoro os nomes de filme em Portugal), em Brave Rats (haha! Sacou?) somos ratos estrategistas que após o súbito desaparecimento do Rei dos Ratos estão disputando o trono. É um jogo para duas pessoas onde um jogador representa o Clã dos Yargs e o outro os Applewoods.

Os Clãs se preparam paa lutar pela coroa, mas um grande segredo está por trás de tudo: Ambos os príncipes estão apaixonados pela princesa do Clã rival.

É um jogo simples! Cada jogador tem uma mão de 9 cartas com números de 0 a 7, simultaneamente os jogadores escolhem uma carta e revelam, o jogador com a carta mais alta vence! Maaaaas tem um porém... Cada carta tem um poder especial que pode alterar o resultado, e é aí que a parada fica legal!

Mas já vou explicar os poderes, continuem lendo...

Bem, após resolver quem venceu, as cartas são deixadas de lado com a carta perdedora virada pra baixo pra lembrar quem venceu e uma nova jogada começa. Em caso de empate a rodada é suspensa e uma nova rodada é jogada, o vencedor dessa nova rodada é também o vencedor da anterior que terminou empatada! O jogo termina quando um jogador tiver vencido 4 rodadas, e seu Clã conquista o reino!

Todos as cartas do jogo!

Agora vamos aos poderes das cartas!

  • O Príncipe sempre vence a rodada exceto contra o Músico e a Princesa.
  • O General afeta a rodada seguinte adicionando +2 ao valor da próxima carta jogada.
  • O Feiticeiro anula o poder especial da carta de seu oponente.
  • Se o Embaixador vencer a rodada, ela conta como duas vitórias!
  • O Assassino vence com a menor força (exceto contra o príncipe...).
  • O Espião faz com que na próxima rodada o seu oponente tenha que revelar a carta antes de você escolher a sua!
  • O Músico faz com que a rodada termine suspensa!
  • O Imitador copia a carta jogada pelo oponente na rodada anterior.
  • E a Princesa, se seu oponente jogar o Príncipe você automaticamente VENCE O JOGO!

Pessoal, é literalmente um jogo de 10 minutinhos! Muito rápido e divertido... Ah e baratinho também! É aquele jogo que você vai ter sempre na mochila!

É isso aí! Gostou? Espalhe a palavra e nos siga nas redes sociais!

Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Diversão Offline 2019 - Novidades


Fala pessoal! Semana passada eu dei as minhas impressões do Diversão Offline de São Paulo, e hoje eu vou falar dos lançamentos que me surpreenderam! Vou dar uma passada rápida em cada uma das editoras que eu visitei!
 Ah, eu achei que não precisaria avisar, mas vou mesmo assim, (quase) todos os jogos que eu escolhi para essa lista tem temas históricos.

Vou começar Papergames! O que me impressionou foi o anúncio dos jogos da série UNDO, onde somos agentes do destino viajando no tempo para o passado e futuro investigando crimes na tentativa de evitá-los. É um card game onde os jogadores podem viajar para o passado e recolher pistas de um crime, ou para o futuro e investigar o desenrolar da história depois de um assassinato ou suicídio... Enfim, no maior estilo Efeito Borboleta, uma coisa que você mexe no passado pode alterar drasticamente o futuro!
 Serão três jogos da série UNDO: Blood in the Gutter, Curse from the Past e The Cherry Blossom Festival.
 Estou ansioso pra conhecer!

Caixa do UNDO: Blood in the Gutter


A Grok anunciou o Anachrony, para a surpresa de todos! Não é um jogo sobre eventos históricos, mas assim como a série UNDO, tem viagem no tempo! E quem não gostaria de viajar para o passado?
O Anachrony é o seguinte... Planeta Terra século 26, depois de uma catástrofe que deixou nossa superfície inabitável os seres humanos sobreviventes se organizaram em quatro grupos ideologicamente diferentes, chamado Caminhos, e assim eles tentam reconstruir o mundo de acordo com a sua visão, são eles: Harmonia, Dominância, Progresso e Salvação.
Esses grupos podem ativar os misteriosos Time Rifts, que se abriram na catástrofe, cada Caminho é capaz de voltar a momentos específicos de seu passado e, ao fazer isso podem acelerar muito seu progresso, mas muita interferência pode pôr em perigo o continuum espaço-tempo.

 Anachrony na vitrine da Grok!


A Meeple BR nos apresentou o Prehistory, o jogo que mais me surpreendeu no DOFF! 
Nesse jogo somos membros de tribos da idade da pedra tentando gerenciar nossa comida e recursos através de uma alocação de trabalhadores. Nesse jogo enfrentamos muitas situações que eram comuns naquela época, tendo que pescar e caçar para conseguir comida, criar pinturas nas paredes para registrar a história e até mesmo realizar cerimônias para as forças da natureza. Tudo isso enquanto procuram uma nova casa, explorando o mundo ao redor da aldeia!
É um jogo muito bom, que aposto que vai fazer sucesso no Brasil, dos lançamentos anunciados que eu escolhi foi o único que eu joguei! E aprovo!

 Gostei muito da arte do jogo!

Os componentes são excelentes!


A Conclave explodiu a minha cabeça quando eu passei pelo estande e vi o Western Legends na vitrine! Infelizmente eu ainda não joguei o Western Legends, mas eu adoro o tema de velho oeste e eu estou muito no hype desse jogo!
De acordo com a descrição do jogo na Ludopedia:
"Em Western Legends, os jogadores irão atravessar o Oeste Selvagem como uma das figuras históricas da época (Billy the Kid, Doc Holliday, Calamity Jane, etc.), jogando poker, roubando bancos e evitando o xerife para marcar pontos Lendários. O ambiente do mundo aberto e sandbox permite que os jogadores moldem a paisagem através de suas decisões e se tornem totalmente imersos na paisagem do oeste americano."
Acho que é o suficiente pra justificar o meu hype, não é?

Esse surpreendeu!


Na Galápagos Jogos eu me surpreendi com o The Grizzles edição Armistício! Quem já conhece o The Grizzled sabe o quanto esse jogo que se passa na Grande Guerra é bom! E essa edição vem com miniaturas! É baseado no The Grizzled tradicional e contém um mecanismo de campanha para a história dos amigos que sobrevivem à Primida eira Guerra!

 Olha essas miniaturas!


E a Bucaneiros, já bem conhecida no mercado pelos seus inserts e sleeves, tem mandado muito bem em seus lançamentos, depois de Kingsburg, Tale of Pirates e Teotihuacan, eles anunciaram um Feld! Sim! Forum Trajanum!
Nesse jogo cada jogador controla uma colônia governada pelo Imperador Trajano, que deseja construir um monumento para a eternidade, o Fórum Trajanum. Ao mesmo tempo que precisam administrar a sua colônia, os jogadores não podem deixar de apoiar o Imperador.
Não preciso nem dizer muita coisa, é um jogo do Etefan Feld!

Forum Trajanum

E vale mencionar que tem editora nova chegando por aí! A Imagine, que vem com o divertido Bode of War! Em breve teremos review especialmente aqui! Mas já adianto que o que mais gostei desse jogo foi a arte! Está excelente!!




E é isso aí! Voltaremos a nossa programação normal com novidades!


Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Diversão Offline 2019 - Primeiro Dia.

 
Então meus amigos... O que dizer desse DOFF-SP que eu mal conheço e já considero pacas??
Esse ano foi o meu primeiro Diversão Offline em São Paulo, até então eu só tinha ido nas edições do Rio de Janeiro, e chegando lá eu tive uma surpresa incrível!

Meus amigos, QUE EVENTO!! 

Hoje vamos falar do primeiro dia do Diversão Offline-SP 2019, que aconteceu no dia 27 de abril.

Vamos começar pela localização, o Centro de Eventos São Luis fica a uma quadra da Avenida Paulista, bem pertinho do metrô da Consolação, fácil de chegar! O espaço interno é bem grande maaaasssss... O Diversão Offline já não cabe mais lá! É isso mesmo, dois dias com ingressos esgotados e ouvi falar que tinha cambista do lado de fora vendendo ingresso. É sucesso o nome disso aí!



Um dos pontos que vale ressaltar aqui é que embora os ingressos tenham esgotado, internamente não ficou inviável de transitar, como uma CCXP por exemplo. Mas uma coisa é certa, o DOFF precisa de um espaço maior! Os estandes das editoras estavam incríveis! Todos bem espaçosos, com jogos em exposição e mesas para jogar (essa semana ainda um especial com as novidades das editoras), a equipe de cada editora sempre disposta a nos atender... Um evento de primeira!

E foi nesse primeiro dia de Diversão Offline que aconteceu a premiação dos vencedores do Prêmio Ludopedia 2018, o resultado está AQUI, mas vale comentar os meus destaques!

  • Projeto Gaia venceu na categoria Jogo Expert, não tem nem o que comentar, é um jogão!
  • Grasse - Mestres Perfumistas, dos queridos Bianca Melyna e Moisés Pacheco venceram na categoria Jogo Expert (Designer Nacional) pelos votos dos jurados e pelo voto popular!
E na premiação das mídias:
Os amigos do Covil levaram na Mídia Audiovisual e Podcast - Merecido! O pessoal tem carisma, estão sempre dando atenção pra galera, conversando... E nesse DOFF eu tive a oportunidade de bater um papo com o Paulo, gente fina pra caramba!

E na Mídia Escrita, finalmente, o Leonardo DiCaprio das Peças, Cacá do "E aí, Tem Jogo?" finalmente trouxe o troféu para o Rio de Janeiro! São 12 anos de blog, quando ele tava começando eu estava entrando no hobby e seus textos pra mim já eram referência sobre o que era bom de jogar ou não! Parabéns para o amigo Cacá!

Então é isso aí amigos, essa foi a primeira parte das minhas impressões sobre o DOFF, já quero mais!


Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com


quarta-feira, 24 de abril de 2019

DOFF-SP 2019: 10 Dicas pontuais!!



Fala aí meus amigos! Esse final de semana dos dias 27 e 28 de abril de 2019 vai rolar o Diversão Offline - SP  2019! 

Estive em todas as edições do Rio de Janeiro e esse ano vai ser minha primeira participação no DOFF de SP. Então vim aqui para dar a vocês 10 dicas pontuais do que fazer no DOFF! São 10 dicas pra você ir direto! Sem erro!!

Se você acabou de acordar de um coma, ou é de outro planeta, ou acabou de entrar no hobby e não sabe o que é o DOFF, vou explicar:
 
É simplesmente o MAIOR evento de jogos de tabuleiro e RPG da América Latina! Vai acontecer no Centro de Convenções São Luis.

Vamos para as dicas!


1- Assistir a demonstração de jogos inéditos e projetos originais.
O DOFF a cada ano escreve uma nova página na história dos jogos analógicos no Brasil, tanto que muitas editoras coordenam seus calendários de lançamentos para as datas do evento. Então se você vai visitar o Diversão Offline você vai saber primeiro! Foi assim no DOFF de 2017 quando em primeira mão ficamos sabendo do lançamento no Brasil de Twilight Imperium 4 e Star Wars Rebellion pela Galápagos Jogos, que esse ano vai estar lá com mesas de futuros lançamentos, como Mage Knight, Santorini, Camel Up, Kick Ass e o History of the World que eu coloco em destaque aqui como um jogo histórico que gostaríamos de falar aqui no canal algum dia! 
Há também a área de protótipos, onde você poderá experimentar e testar de forma construtiva os projotos de autores independentes! E aqui vai a minha sugestão: Quilombolas - A Guerra dos Palmares, de Valter Bispo. Esse eu vou fazer questão de jogar!


2- Conhecer e jogar com game designers internacionais.
Acho que o título já diz tudo não é?
Na Conclave Editora teremos Michael Shinall, criador do A Song of Ice and Fire e Roberto Fraga, cocriador do Captain Sonar. Eles vão passar o dia rodando pelo evento, conversando com a
galera e, é claro, jogando também.
Além dos meus camaradas Fel Barros, Sérgio Halaban e Leandro Pires.

3- Ver discussões sobre o mercado, na área de palestras.
As palestras do último DOFF foram um sucesso, e tudo tende a evoluir! Ano passado rolaram painéis sobre a adaptação de jogos para pessoas com deficiências, sobre o público LGBT, entre outros. Nesta edição, a proposta é discutir o mercado de jogos analógicos como um todo. Os visitantes poderão aprender sobre financiamento coletivo, produção independente, os jogos como ferramenta de desenvolvimento social e muito mais.
Destaque para a palestra sobre geração de conteúdo com o Power Trio Carioca E aí, tem Jogo, Aftermatch e Siga o Coelho, junto com Jack Explicador, Zabuzeta Jogatina BG e muito mais!

4- Aproveitar descontos e promoções exclusivas.
Você não acha que vai no evento só pra ver palestra e tirar foto com YouTuber né? Vamos tirar o escorpião do bolso! Vai ter um monte de jogos com descontos e jogos com venda exclusiva no evento, como o Azul: Vitrais de Sintra e Reykholt, do mestre Uwe Rosemberg, lançamentos da Galápagos!

5- Presenciar a reunião das principais empresas do mercado.
Como já falei, as editoras estarão lá! Então você terá a oportunidade de conhecer de perto aqueles que levam pra sua mesa a diversão! Minha recomendação é a Ludens e Potato Cat, as mais novas parceiras do canal. E destaque pra Papergames, saca só:
  • Mesas rotativas com os principais títulos da editora, durante toda a feira;
  • Conheça alguns dos futuros títulos da editora (2019-2020), que serão anunciados na feira!
  • Lançamento oficial do jogo Hanabi, com início das vendas;
  • Lançamento oficial de um novo jogo da Linha Pocket (não anunciado!), com início das vendas;
  • Todos os jogos à venda com até 40% de desconto!
  • Sorteio de brindes e prêmios em todas as compras realizadas.
6- Ver um grande encontro dos fãs com os criadores de jogos e de conteúdo.
O DOFF reúne todo o cenário de jogos de forma muito completa. Desde a origem, com autores e designers, empresas que realizam a produção e comercialização dos jogos, os fãs e consumidores desses produtos, e também a galera que testa e produz conteúdo sobre esses jogos. No DOFF você vai poder esbarrar com a galera que leva o conteúdo dos jogos pra você, meus destaques são: Leandro Zombie do Meeples & Nipples, Jack Explicador da Meeple TV, Jogada Histórica e Polêmeeple!

7- Participar de atividades exclusivas nos estandes.
Os estandes não servem apenas para vender produtos maravilhosos a preços super legais.
Aqui vão as minhas dicas para o sábado... 
Na Conclave das 11h30 às 14h30 Workshop de Pintura de miniaturas com o estúdio Blue Knight.
Na Galápagos arena Keyforge, até eu vou lá jogar!
Game Maker, demonstração de projetos de jogos educativos e corporativos.

Dicas para o domingo...
Grupo Ludens, mesas fixas de Abstratus e Grasse, com os autores. Sério, Abstratus é muito legal!
Retropunk, lançamento oficial de Castelo Falkenstein... Castelo Falkenstein!!!!


8- Poder descobrir como trabalhar nesse mercado.
Como o foco das palestras desta edição é o mercado, você que sonha em fazer parte desse meio, como autor ou editora, vai ter uma visão completa do caminho necessário para alcançar este objetivo. Minha dica é a palestra de domingo, das 11:30h às 12:20h

EDITORAS E JOGOS NACIONAIS NAS FEIRAS INTERNACIONAIS
Participantes – Antonio Pop (RedBox Editora – Tsukiji) / Renato Simões (Geek’s N Orcs – Futboard) / Cristiano Cuty (Conclave – Gnomópolis)
Mediador – Rodrigo Rego (Mansão das Peças – Dead & Breakfast)

9- Ver o futuro do hobby se formando.
Com atividades e programação que atrai também as crianças, o DOFF também tem se tornado ponto de encontro dessa nova geração de gamers e fãs do hobby. Os visitantes, de todas as idades, podem conhecer e testemunhar como será o futuro dos jogos através das reações e escolhas tomadas pelas crianças que frequentam o evento. Essa eu fiquei conhecendo no release do evento, uma iniciativa maravilhosa!

10- Participar da maior concentração de fãs de jogos de mesa, no Brasil.
Minha dica aqui é direta! Os dois dias estão esgotados! Se você conseguiu comprar os ingressos mas ainda não tem um grupo formado e não conhece ninguém, essa é a hora! Vai lá conhecer a galera!!


 VEJO VOCÊS NO DOFF SÃO PAULO 2019!


terça-feira, 16 de abril de 2019

Hora do Intervalo: No Thanks!






E de repente, sem avisar a ninguém, um jogo que não tem nada a ver com história, mas que está aqui recebendo um review porque é mais um jogão em uma caixa pequena!

No Thanks, um clássico que chegou pela Papergames em março de 2019 é aquele jogo que não dá pra jogar só uma vez. Jogo rápido, rola aquela passada de perna no amigo e rende muita zoeira!

É um jogo extremamente fácil de jogar, um baralho numerado de 3 a 35, cada jogador recebe uma quantidade de fichas, dependendo do número de jogadores... Uma carta é aberta na mesa, e na sua vez de jogar você tem duas opções:

  • Jogar uma ficha sobre a carta na mesa;
  • Ou pegar a carta na mesa com as fichas que estão nela, e abrir uma nova carta.
Só que não é tão simples assim escolher entre essas duas opções, pois em No Thanks ganha quem fizer menos pontos, e cada carta vale seu valor em pontos! Mas não para por aí, rola uma estratégia! Cartas em sequência pontuam apenas o menor valor, então se você tiver um 22, 23 e 24 na sua frente, só conta a carta 22 na pontuação!

No Thanks pode ser jogado em uma ou várias rodadas, uma rodada termina quando o baralho acaba, você conta o valor das cartas e subtrai 1 para cada ficha que você tiver.

Quem tiver menos pontos ganha!

 Agora vamos falar da produção do jogo. A caixa tem aquele capricho da Papergames, com aquele acabamento brilhoso que eu nunca lembro o nome, mas que deixa a caixa bonitona!


As cartas são simples, de boa qualidade. As fichas de plástico são diferentes da atual versão gringa, mas sinceramente não faz muita diferença pra mim, existem TANTAS versões de No Thanks (que é de 2004), que dá até pra jogar com caroço de feijão, mas eu gostei das fichas! E a caixa do jogo é sob medida, e cabe as cartas sleevadas!



E é isso aí pessoal, jogo rápido!

Aproveite e nos siga nas redes sociais! É muito importante sua participação!

Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Café Express: Se Liga no Duelo!


COMO É DE CONHECIMENTO GERAL, UMA TERRÍVEL PRAGA DEVASTOU AS PLANTAÇÕES DE CAFÉ DE BROWNTOWN HÁ ALGUNS MESES. ISSO SIGNIFICA QUE O ÚNICO MUNICÍPIO ONDE A PLANTAÇÃO DE CAFÉ É AUTORIZADA ESTÁ IMPRODUTIVO. 

EM POUCO TEMPO, OS CIDADÃOS TERÃO TOMADO TODO O CAFÉ E ELE DEIXARÁ DE SER NOSSA MOEDA. O QUE NÃO PODE ACONTECER. FELIZMENTE CONSEGUIMOS SALVAR ALGUNS GRÃOS ANTES QUE ELES FOSSEM ESTERILIZADOS E OS GUARDAMOS EM SEGURANÇA. É LOUCURA TENTAR PLANTÁ-LOS NESSE SOLO AMALDIÇOADO, ENTÃO IREMOS ENVIÁ-LOS PARA CROPTOWN, DO OUTRO LADO DO PAÍS, PARA COMEÇARMOS AS PLANTAÇÕES E SALVARMOS A ECONOMIA DO ESTADO.

É CRUCIAL QUE AS ENTREGAS CHEGUEM EM SEU DESTINO, UMA VEZ QUE SOMENTE TRÊS GRÃOS DE CAFÉ NÃO ESTERILIZADOS NOS RESTAM E NUNCA ANTES HOUVE UMA CRISE ECONÔMICA TÃO AVASSALADORA. POR ISSO, UM OFICIAL DA JUSTIÇA FICARÁ INCUMBIDO DE PROTEGER A CARGA CONTRA EVENTUAIS ATAQUES DE FORAS DA LEI DURANTE O CAMINHO.
QUE OS VAPORES DO CAFÉ ESTEJAM CONTIGO NESSA JORNADA E NENHUM MAL ACONTEÇA AOS NOSSOS PRECIOSOS GRÃOS.

MELLOW MARSH
- TRECHO FINAL DA CARTA OFICIAL ENTREGUE 
À FORÇA POLICIAL DO ESTADO

Esse é o prelúdio do acontecido em Browntown, uma cidade onde o Café é a principal fonte econômica e, que depois de uma praga, corre grande risco de perder para sempre seus dias de glória e prosperidade... E claro, da energia que aquele Café quente nos dá toda manhã!

Café Express é um jogo nacional, dos designers Kevin e Samanta Talarico, publicado pela Potato Cat em 2018.
É um jogo feito para dois jogadores que se passa em um faroeste alternativo onde o Café é o dinheiro, mas uma praga ameaça acabar com a economia do estado, e é aí que entram os foras da lei!


Duelo Pronto (foto da Ludopedia)

O Café Express conta com um sistema de Card Craft bem legal! São dois jogadores, uma Autoridade e um Fora da Lei, cada personagem tem um conjunto de cartas transparentes com suas ações descritas, a Autoridade com as ações na parte de cima e os Fora da Lei na parte de baixo, a gente junta as duas partes em uma carta padrão, coloca no sleeve e pronto! Temos várias combinações de cartas para jogar!




Mas o que me chamou a atenção de verdade no jogo foi o tema, que reúne duas coisas que gosto muito, Café e Velho Oeste!

Começando pelo Velho Oeste (ainda vou fazer um especial sobre jogos com o tema aqui...), foi um período histórico que teve lugar nas últimas décadas do século XIX durante a expansão da fronteira dos Estados Unidos em direção ao Oceano Pacífico. Quando eu falo de fronteira estou me referindo a um conceito específico da história dos Estados Unidos que faz alusão ao avanço para o oeste e a procura de oportunidades dentro de um território desconhecido.

Os que rumavam em direção ao oeste o faziam invadindo e tomando terras dos nativos baseados na ideologia do Destino Manifesto, que afirmava que tudo era um plano divino previsto para a América do Norte e para o Mundo!

Representação do Destino Manifesto


Essa prosperidade que se procurava no Oeste eram terras e posteriormente ouro! Em nosso jogo o Café é a moeda!

Então vamos falar do Café, um item muito comum aqui no Brasil, mas que como no jogo Café Express vai fazer muita falta caso aconteça o mesmo na nossa realidade! O Café foi alvo de muita história boa! Veio do oriente, foi proibido pela igreja por ser considerada uma bebida árabe, mas foi liberada tempos depois pelo Papa Clemente VIII (depois que ele provou o Café), foi um produto extremamente lucrativo para a Companhia das Índias Ocidentais, que introduziu essa especiaria aqui no Novo Mundo...

No Brasil o Café é um dos principais produtos de exportação, foi durante as primeiras décadas do século XX como o ouro do Velho Oeste, tão valioso que os "coronéis" produtores de Café ditavam as leis na sua região e definiam os rumos da política nacional, até a Revolução de 30. Junto com o Leite e a Cana de Açúcar, formavam os pilares da economia brasileira!

Agora vamos fazer um exercício de história alternativa, se assim como em Browntown o Café acabasse no Brasil, o que aconteceria??

Vamos ver esse duelo?


Aproveite e nos siga nas redes sociais! É muito importante sua participação!

Instagram @jogadahistórica.
Facebook.com/jogadahistorica
Canal da Ludopedia do Jogada Histórica!
E no Blog: jogadahistorica.blogspot.com